Arquivos Mensais: janeiro \04\UTC 2013

A volta de Alexandre Pato ao futebol brasileiro tem algum significado para a nossa economia ?

Primeiramente, Feliz Ano Novo pessoal. O futebol brasileiro, principalmente o paulista, promete muito nesta temporada, tanto pelas contratações e pelos grandes jogadores que voltaram para o futebol brasileiro nesta temporada, como os casos de Renato Augusto e principalmente Alexandre Pato no Corinthians e Lúcio no São Paulo. Como pelos craques que ficaram em seus respectivos clubes, apesar da propostas do futebol europeu, casos de Paulinho e Neymar.

O significado dessas contratações para a economia brasileira, que mesmo com suas desigualdades na sociedade, é a sétima maior do mundo e é o pais líder dos chamados “sub-desenvolvidos”, que agora se destacam na recuperação da economia mundial.

Mas o que isso tem haver com futebol? É que há alguns anos atras, nossos clubes eram “exportadores”,  vendiam seus talentos na primeira proposta européia que aparecia (casos de Kaká em 2002 e Robinho em 2005)  e ainda empobreciam o futebol brasileiro, mas este panorama foi mudando ao longo dos anos.

O Santos iniciou esta tentativa de trazer grandes jogadores de nível europeu a nosso pais, com a vinda de Zé Roberto, craque da seleção brasileira da Copa de 2006 para jogar no clube da Vila Belmiro, 2 meses depois do mundial. Após ser eliminado na Libertadores em 2007, o experiente jogador voltou ao futebol europeu e pensávamos que isso não se repetiria , mas não foi isso que aconteceu.

A partir de 2009, com a volta de Ronaldo ao futebol de nosso país, para jogar no Corinthians,  clube que vinha da segunda divisão e começava a melhorar seu marketing  e mudar sua mentalidade sobre futebol como “negócio” .

O resultado disso, é que o  clube paulista , que dependia bastante da venda de jogadores para suas finanças e não tinha nenhum projeto de marketing, agora tem nele sua grande fonte de recursos, e vê outros times se espelharem  nisto para começar ou melhorar sua área de marketing.

A sua bilheteria, que não rendia tanto há alguns anos, agora bate recordes, e mesmo aumentando os preços dos ingressos substancialmente em 150% em 5 anos( uma cadeira numerada no Pacaembu com o mando do Corinthians em 2007 era R$ 40 , agora não sai por menos de 100 reais) o público corinthiano nos estádios  só aumentou graças a fidelização do torcedor, caso do programa “Fiel Torcedor”, do próprio time da capital paulista.

Mesmo com o aumento de preço dos ingressos, o público no estádio não diminuiu, lógico que os bons resultados também foi um fator para isso, mas a melhora da economia brasileira, principalmente da classe C e de seu poder de consumo também foi um dos principais fatores.

Outros clubes estão buscando este público para seus estádios, caso do São Paulo, que na contra mão de seu rival , popularizou um setor desvalorizado do Morumbi(arquibancadas amarelas, atras do gol) que antes era R$ 30 e agora baixou para R$ 10, no meio da última temporada. O resultado disso foi um grande aumento da torcida no estadio, principalmente neste setor, que lota quase todo jogo e consequentemente  aumentou sua renda.

Além disto, com a Copa do Mundo no Brasil, no ano que vem, e os principais clubes construindo ou modernizando seus estádios, os “craques europeus” querem jogar no nosso futebol, tanto os brasileiros que saíram para jogar na Europa, como jogadores estrangeiros que quiseram vir para cá(casos de Seedorf, no Botafogo e Forlan, no Internacional)

Outro exemplo de nossa melhora “mundo a fora” se traduz no cenário sul americano, o futebol brasileiro não fica fora de uma final de Libertadores desde 2004 e desde 2010 somos campeões da principal competição da América do Sul, com Internacional, Santos e Corinthians e antes chegamos bem perto da conquista com Grêmio,Fluminense e Cruzeiro, mas os estádios brasileiros recebem a final do principal torneio da América desde 2005.

Nossos rivais sul americanos, principalmente argentinos e uruguaios, ainda jogam pelo “peso da camisa” e tradição, mas  a superioridade financeira e técnica do futebol brasileiro está prevalecendo  atualmente sobre estes fatores. Espero que nosso futebol aproveite este belo momento para se organizar melhor e se engrandecer como clubes para suas “marcas” serem levadas para outros mercados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Anúncios